GOLPEACHMENT – II

Deixe um comentário

19 de maio de 2016 por Lucas Rafael Chianello

Antecipação de juízo

Um julgamento serve para apurar e, se for o caso, sancionar o acusado com alguma pena.

Aquele que desconfia que outrem cometeu crime, denuncia, para que um terceiro, desinteressado, profira um juízo sobre o assunto.

Por sua vez, julgamento de exceção é aquele no qual o acusado não possui o direito de defesa ou apenas cumpre o rito para de qualquer maneira ser condenado.

Nesta situação, o rito torna-se apenas algo pró-forma para que o acusado seja tratado como gado em direção ao abatedouro.

Diversos são os julgamentos históricos proferidos não por juízo de fato e de direito em relação a um suposto crime, mas sim para que o julgamento seja um instrumento de invalidação, de interdição pública do sujeito julgado.

Na votação da admissibilidade do impeachment na Câmara dos Deputados, tivemos um show de histeria neo-pentecostal em nome do curral eleitoral, do deboche nazista na exaltação de torturadores, da família e da esposa.

Mas no Whats App o coração continuava da amante.

Fugiu-se do tema do impeachment: o crime de responsabilidade.

Participaram da elaboração da petição do impeachment Helio Bicudo, ex-petista que fez campanha para José Serra em 2010, a advogada Janaina Paschoal e o jurista Miguel Reale Júnior, filho do fascista/integralista Miguel Reale e ex-ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso.

Desde as eleições de 1994 que a disputa pela presidência da república se polariza entre o PT (Partido dos Trabalhadores) e o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira).

O PSDB, atualmente tetra-vice, nitidamente não aceita a quarta derrota consecutiva.

Miguel Reale Júnior, ex-ministro da Justiça de FHC, é tucano.

Antonio Augusto Junho Anastasia, que deu parecer não pela abertura do processo de impeachment, mas pela condenação de Dilma Rousseff, também é tucano.

O Anastasia que se pronuncia pelo cometimento de crime de responsabilidade é o mesmo que cometeu pedaladas fiscais durante seu mandato de governador de Minas Gerais.

Dilma Rousseff foi afastada por uma sessão de histeria neo-pentecostal que fugiu ao tema acompanhada de um parecer tucano notoriamente suspeito.

O impeachment de Dilma Rousseff é julgamento de exceção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: