FEITOS DESPORTIVOS NOTÁVEIS DE 2015

Deixe um comentário

31 de dezembro de 2015 por Lucas Rafael Chianello

Em respeito a sua linha editorial desportiva, o Blog Chianéllico não poderia deixar de registrar as felicitações, neste ocaso de 2015, de alguns feitos dos campos e das pistas acontecidos ao longo deste ano.

Vettel Cingapura

Um beijo num troféu muito especial.

Congratulamos o alemão tetra-campeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel (Ferrari) por conquistar sua vitória de nº 42 no Grande Prêmio de Cingapura desta temporada.

Vettel, um dos grandes de nosso e de todos os tempos, precisou percorrer menos GPs para superar o número de títulos e vitórias do brasileiro Ayrton Senna da Silva.

Hamilton EUA

Campeão e terceiro maior vencedor da F-1 tem mais é de beber muito champanha.

Congratulamos, também, o inglês agora tri-campeão mundial de Fórmula 1 Lewis Carl Davidson Hamilton (Mercedes), que ao vencer o GP dos Estados Unidos desta temporada, se juntou a diversos monstros sagrados da categoria com a obtenção de seu terceiro título, além de ter se tornado o terceiro maior vencedor da maior categoria do automobilismo mundial ao alcançar sua 43ª vitória.

Congratulamos o colombiano Juan Pablo Montoya Roldán (Penske) pela segunda conquista do título das 500 Milhas de Indianápolis.

Durante o ano, tivemos a notícia de que Montoya poderá pilotar pela equipe Porsche na próxima edição das 24 Horas de Le Mans. Já vencedor das 500 Milhas de Indianápolis e do GP de Mônaco (em 2003, pela Williams, na F-1), uma possível vitória em Le Mans o fará constar do seleto hall de imortais do automobilismo que já venceram essas três competições.

Montoya Indy

O piloto, o carro, a coroa de flores e o cobiçadíssimo troféu da Indy 500.

Finalmente, congratulamos com muito louvor o Athletic Club, de Bilbao, pela conquista da Supercopa da Espanha sobre o poderosíssimo Futbol Club Barcelona.

Fiel à identidade que o confunde com seu próprio povo, o feito adquire feições ainda mais heroicas quando se leva em conta o fato do Athletic manter somente atletas bascos em seu elenco num contexto em que os clubes mais ricos do mundo formam verdadeiras seleções mundiais.

Menção honrosa ao já veterano atacante Aritz Aduriz Zubeldia, que com quatro gols no jogo de ida e autor do gol de empate no jogo da finalíssima, foi fundamental para a conquista. Partidas depois Aduriz anotaria o seu centésimo gol com a camisa alvirrubra.

Aupa, Athletic! Zu zara nagusia!

Susaeta (esq.) e Gurpegui (dir.) erguem a Supercopa da Espanha diante dos demais atletas do elenco e dos cidadãos bascos.

Susaeta (esq.) e Gurpegui (dir.) erguem a Supercopa da Espanha diante dos demais atletas do elenco e dos cidadãos bascos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: