PT: MAIS VIVO E FORTE DO QUE NUNCA ANTES!

Deixe um comentário

2 de maio de 2015 por Lucas Rafael Chianello

Desde sua fundação, no dia 10 de fevereiro de 1980, diversos foram os episódios nos quais os adversários e inimigos do PT decretaram sua morte. Porém, nada disso impediu que o PT emplacasse quatro vitórias seguidas após Lula ser eleito no ano de 2002.

Entretanto, o flerte da direita liberal com o nazi-fascismo e o descontentamento de setores de esquerda descontentes com o ajuste fiscal promovido pelo governo federal colocaram o PT numa encruzilhada política que exige uma reposta firme e contundente.

É nesse contexto em que o diretório de Poços de Caldas, no último domingo, realizou a fase municipal da segunda etapa do V Congresso do PT, cujos delegados (a companheira Flavia Couto e o atual prefeito Eloisio do Carmo Lourenço) foram designados no Processo de Eleições Diretas de 2013. A finalidade do Congresso é a definição dos objetivos e estratégias para os próximos anos.

Sete teses políticas norteiam as discussões sobre o V Congresso. O vice-prefeito Nizar El Khatib defendeu a tese O Tempo Não Para, enquanto os companheiros Lucas Rafael Chianello, Adriano Figueiredo Rodrigues e Tiago Mafra defenderam a tese Um Partido Para Tempos de Guerra.

Infelizmente a má-fé e a desonestidade intelectual deturpam algumas coisas. O título da tese “Um Partido Para Tempos de Guerra” não exorta nenhum petista a empunhar armas, ao contrário do que querem fazer crer aqueles que difamam o PT. Essa tese propõe, dentre outros, a) o aprimoramento dos processos de decisões do PT, b) a disputa das ruas e c) a responsabilização dos ricos pelo ajuste fiscal anunciado pelo governo federal. Na avaliação dos elaboradores e defensores da tese, essas medidas são de suma importância não para se declarar uma guerra aos adversários e inimigos do PT, mas sim para que o PT preserve e amplie as conquistas sociais obtidas nos governos Lula e Dilma agora ameaçadas por uma guerra contra o PT e a classe trabalhadora. Guerra essa declarada desde o processamento de pautas legais, como por exemplo o projeto de lei da terceirização, como pautas ilegais de passeatas ridículas nas quais se pede por intervenção militar.

Um fato em si ocorrido no último domingo tem fundamental importância. O chamado Campo Majoritário, conjunto de tendências liderado pela tendência da Articulação, que desde os meados da década de 1990 possui maioria nas instâncias petistas, raríssimas exceções, se é que existem, sempre teve no diretório municipal de Poços de Caldas um demonstrativo dessa ampla maioria. Por isso, a votação ampla e quase unanime da tese “Um Partido Para Tempos de Guerra” significa a vitória de um anseio de mudança nas práticas do PT, uma vez que a tese foi elaborada pela tendência interna da Articulação de Esquerda.

Ainda sim, por mais importante que seja identificar qual tendência foi vitoriosa na fase municipal do V Congresso, ainda mais importante é recordar as palavras do lendário companheiro Paulo Tadeu, quando declarou seu voto na tese do Campo Majoritário: “O PT já saiu vitorioso, independentemente da tese vencedora, porque reencontrou-se com o debate”.

Paulo Tadeu tem razão. A satisfação, a energia e a fé num futuro ainda melhor para Poços de Caldas, Minas Gerais e para o Brasil, bem como num PT ainda mais atuante na sociedade, estavam estampadas no rosto dos filiados após a conclusão das atividades. Aqueles que ultimamente apostaram e noticiaram a iminente morte política do PT mais uma vez perderam. Os abutres que se recolham. Ou se enlouqueçam por não terem encontrado a carniça. O PT está vivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: