RIO, 450: BOTAFOGO, A ESSÊNCIA DO FUTEBOL CARIOCA

Deixe um comentário

1 de março de 2015 por Lucas Rafael Chianello

Clássico é uma partida disputada por clubes que se rivalizam ao longo da história.

O Botafogo não disputa clássicos simplesmente porque não tem rivais, afinal, sempre estará um patamar acima dos seus adversários por tudo aquilo que representa.

O Botafogo de Paulo Valentim, João Saldanha e os 6×2 de 1957.

O Botafogo campeão da Taça Brasil de 1968, o primeiro carioca campeão nacional.

O Botafogo de Mendonça, que fez marcador cair sentado e viu a bola morrer no ângulo superior esquerdo do goleiro adversário em 1981.

O Botafogo de Maurício, que deixou no fundo das redes o cruzamento do Mazolinha em 1989.

O Botafogo de uma nada convencional cavadinha de um certo louco conhecido como Abreu. Isso já mais recente, em 2010.

O Botafogo, clube que mais forneceu jogadores para a seleção brasileira em Copas do Mundo, clube das maiores goleada e série invicta do futebol brasileiro, não venceu um clássico, mas a principal partida deste final de semana do Campeonato Carioca.

Nos 450 anos do Rio de Janeiro, o clube que é a essência do seu futebol e do futebol nacional venceu sua partida numa emblemática data, num dos seus principais cartões postais.

Tomas Bastos agradece aos céus o gol da vitória do Botafogo.

Tomas Bastos agradece aos céus o gol da vitória do Botafogo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: