PARABÉNS, POLÍCIA MILITAR

Deixe um comentário

14 de fevereiro de 2015 por Lucas Rafael Chianello

Se tem uma aberração que merece o repúdio de qualquer cidadão brasileiro que discute soluções aos problemas de assuntos de ordem pública, trata-se da Polícia Militar, uma aberração no organograma da (in)segurança pública brasileira que ultimamente tem servido para três coisas:

i) fazer com que o número de jovens negros mortos aumente ao passo em que o número de jovens brancos mortos diminui;

ii) descer o cacete em morador desarmado da periferia e à là Rubinho Barrichello chegar depois e correr atrás quando acontece tiroteio e assalto à mão armada;

iii) reprimir manifestante e levar portador de vinagre para a delegacia.

As estatísticas não mentem ao apontarem que ainda persiste o legado do assassinato de Estado advindo da ditadura militar. Seis pessoas são mortas por dia pelas polícias militares. Em São Paulo, de 2008 a 2012, a polícia militar matou 9,5 vezes mais do que todas as forças de segurança dos Estados Unidos, enquanto que, ainda só no Estado de São Paulo, 10.152 pessoas foram mortas por policiais militares no período compreendido do ano de 1995 a 2014.

As estatísticas demonstram, portanto, porque tanto repúdio e desconfiança dos cidadãos às polícias militares, cuja estrutura atual foi criada na época da ditadura militar.

Recentemente, a Comissão Nacional da Verdade divulgou seu relatório final, o qual tratou do período da ditadura militar. Nele, a Comissão Nacional da Verdade recomenda a desmilitarização da polícia, que atualmente serve como força auxiliar do exército.

Entretanto, louva-se as exceções.

O Estado do Paraná, que reelegeu o governador Beto Richa (PSDB) ainda no primeiro turno, iniciou 2015 com uma significante manifestação de mais de 30.000 servidores públicos estaduais que cercaram a Assembleia Legislativa do Paraná para protestarem contra o fim do fundo previdenciário, com cerca de R$ 8 bi em caixa.

Diante da situação, a PM paranaense deu um belíssimo exemplo de civilidade ao não reprimir violentamente cidadãos inocentes que lutavam por seus direitos.

Oxalá tal atitude seja propagada país afora.
– – –

Para saber mais sobre o início do segundo mandato do governador Beto Richa e a violência policial no Brasil:

GOVERNISTAS CHEGAM A ACORDO: MASSACRE AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS

PM DO PARANÁ RECUSA ORDEM DE BETO RICHA DE EXPULSAR PROFESSORES

NO BRASIL, SEIS SÃO MORTOS DIARIAMENTE POR POLICIAIS

PMs DE SÃO PAULO MATARAM 10 MIL PESSOAS EM 19 ANOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: