AOS AMANTES DA F-1: COMEÇOU A TEMPORADA 2015

Deixe um comentário

31 de janeiro de 2015 por Lucas Rafael Chianello

Prezados Amantes da F-1;

A temporada 2015 inicia-se diante de uma crise econômica sem precedentes que ameaça a própria sobrevivência da nossa maior paixão. Não há terceiro carro de equipe grande que resolva o problema e a concorrência de outras categorias, como o WEC e até mesmo a recém fundada F-E é cada vez maior.

Até algum tempo atrás, falávamos no “circo da F-1” por causa da informalidade que tinha-se sobre a categoria. As equipes, assim como famílias circenses, circulavam países e mais países em seus motorhomes para desembarcar os carros nos GPs que ocorreriam num final de semana em algum lugar. Basicamente na Europa, onde se atravessa países pelas estradas em menos tempo do que se atravessa muitos Estados brasileiros.

O tempo passou, veio a era da eletrônica, a categoria viveu sua revolução tecnológica, se encareceu e boa parte das receitas das equipes são os sagrados direitos de transmissão televisiva, a exemplo do futebol brasileiro. Também a exemplo do futebol brasileiro, as receitas da TV não são pagas em equidade entre as demais equipes. Logo, é daí que Marussia, Caterham e as saudosas Minardi da vida não conseguem sobreviver na categoria. E viva o Pacto de Concórdia…

No final da temporada passada tivemos os GPs do Brasil e de Abu Dhabi com apenas 18 carros, o que para a F-1 é pouco. Durante o processo de confirmação para as inscrições da já atual temporada, o nome da Lotus apareceu com um asterisco. De qualquer forma o motorhome da equipe está em Jerez de la Frontera para os primeiros testes de pré-temporada. Entretanto, soubemos dias atrás que a Sauber paralisou o projeto deste ano para pagar dívidas, ou seja, é candidata a final de grid. Portanto, sem, infelizmente, muitas perspectivas com o botafoguense Felipe Nasr patrocinado pelo Banco do Brasil.

Não podemos, ainda, esquecer dos rumores midiáticos que davam conta de que a Force India estava ou ainda está à venda.

Enfim, durante essa semana algumas equipes já apresentaram seus carros para a atual temporada. Se a Mercedes continuará como a equipe a ser batida ou se a disputa irá além da batalha caseira entre os prateados alemães, somente teremos noção às vésperas do desembarque das equipes em Melbourne, já longe dos moldes informais da época em que a F-1 era comparada a um circo.

Até lá, as atenções ao menos deveriam se dividir entre a noção de qual equipe iniciará a temporada como favorita e quais medidas, fora das pistas, serão tomadas para que não se coloque em risco ainda maior a sobrevivência daquela que é considerada a rainha do automobilismo mundial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: