ENTRE BRUMAS DE MIL MEGATONS

Deixe um comentário

15 de dezembro de 2014 por Lucas Rafael Chianello

Por Diogo Costa

Entre janeiro e setembro a Petrobras faturou R$ 252 bilhões. Mantido este ritmo a empresa fechará o ano de 2014 com um faturamento de R$ 336 bilhões.

Somente no ano passado a petrolífera lucrou R$ 23,6 bilhões, 11 por cento a mais que em 2012. Nos últimos 06 anos, entre 2008 e 2013, o lucro foi de impressionantes R$ 175 bilhões!

É algo colossal, imenso sob qualquer ponto de vista que se queira analisar. A Petrobras não quebra e nem quebrará justamente pela escala descomunal que ela tem no mercado brasileiro.

Aliás, uma empresa que sobreviveu até mesmo ao esquartejamento promovido nos 08 anos dos governos tucanos, não quebra de jeito algum.

A gritaria atual contra a empresa nada tem a ver com indignação ou com um sentimento moral de indignação, por parte da oposição e da mídia.

Estes, se pudessem, já teriam destruído a empresa há muito tempo.

A gritaria é eminentemente política e tem duas frentes ou objetivos estratégicos: o primeiro é abrir o mercado do pré-sal, diminuindo a participação da Petrobras na exploração futura de novos campos; o segundo é abrir o mercado brasileiro, de forma desbragada, para os serviços das grandes empreiteiras internacionais.
– – –

Para saber mais sobre a difamação midiática diária da Petrobras:

GLOBO AMPLIA PRESSÃO PARA ABRIR O PRÉ-SAL A GRINGOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: