SUGESTÃO DE LEITURA

Deixe um comentário

4 de maio de 2014 por Lucas Rafael Chianello

Se desde o descobrimento até a Lei Áurea o Brasil viveu quase quatro tristes séculos de escravidão, na madrugada do dia 31 de março para o dia 1º de abril de 1964 um golpe militar mergulhou o Brasil num período não menos triste, encerrado de uma vez por todas somente em 5 de outubro de 1988, quando passou a vigorar a atual Constituição.

O direito de resistência é legítimo em âmbito internacional, uma vez instalada a tirania, conforme o artigo 35 da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 1793:

Quando o governo viola os direitos do povo, a insurreição é, para o povo e para cada parcela do povo, o mais sagrado dos direitos e o mais indispensável dos deveres.

Amparadas neste direito, diversas organizações optaram legitimamente pela luta armada, com o objetivo de resistir ao regime militar e tentar estabelecer uma nova ordem. Todavia, não menos importante foi a atuação daqueles que resistiram civilmente à ditadura, tanto na medida de suas possibilidades como na superação de adversidades.

Diante de consensos e divergências o jornalista Paulo Moreira Leite sempre deixou claro que a efervescência do debate negocia tudo, exceto a democracia e os métodos que a garantem.

“Um quarto de século depois que os brasileiros recuperaram o direito de escolher os presidentes pelo voto direto, quando o país possui o mais amplo regime democrático de sua história, a reflexão sobre duas décadas de ditadura é um exercício mais atual do que se poderia imaginar. Ajuda a lembrar a velha lição de Ciência Política de que a democracia é o pior dos regimes – com exceção de todos os outros”.

A Mulher Que Era O General da Casa reúne reportagens de Paulo Moreira Leite sobre valorosos personagens da história do Brasil que empreenderam a resistência civil à ditadura militar. Reportagens que significam invariavelmente a reafirmação do compromisso sagrado e inadiável do autor com a democracia.

Leitura essencial para se conhecer sobre a ditadura, para que nunca mais se repita.

Leitura essencial para se conhecer sobre a ditadura, para que nunca mais se repita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: