DESAFIOS QUE AINDA ESTÃO POR VIR

Deixe um comentário

10 de fevereiro de 2013 por Lucas Rafael Chianello

Se vivemos numa democracia, as palavras de Voltaire são fundamentais: “posso não concordar com o que dizes, mas sempre defenderei o teu direito de dizê-las”. E nessa perspectiva reside meu grande defeito atualmente: as redes sociais não tem sido uma das ferramentas, mas sim a ferramenta. É pouco, quase nada diante do muito que temos de transformar no mundo real.

Como bem expôs num desses debates virtuais o leitor Joel Borges Júnior, os mesmos que me acusam de ser fanaticamente petista o são anti-petistas fanaticamente. Odeiam o PT e nem sabem porque. Mas odeiam. A ponto de me acusarem de fanático. Enfim, não há razão para tratamento desigual. O mesmo respeito dado ao tucano, ao direitista, ao liberal, ao centrista ou ao apartidário é o mesmo que deve ser dado ao petista. Nenhum petista pode ser culpado pela marca deixada quando oferece a população um programa ou uma proposta que mostra a identidade do PT. O petista é livre pra oferecer isso e tal liberdade foi conquistada a duras penas após dezenas de anos de infeliz ditadura militar.

É claro que o PT erra, é claro que o PT acerta e isso é o legal de ser petista. Dessa vez, nas palavras do deputado federal pelo Rio Grande do Sul, Henrique Fontana, o PT e seus governos não são perfeitos. Podem se reciclar e podem melhorar. Ao longo de seus 33 anos, hoje completados, o PT errou, o PT acertou e venceu, acima de tudo, os maiores desafios aos quais se propôs: eleger o primeiro operário e a primeira mulher Presidentes do Brasil. Junto com eles, um programa político que incluiu socialmente e deu oportunidades para milhões de brasileiros e brasileiras, assim como fez com que nosso país passasse a ser respeitado lá fora.

Entretanto, os maiores desafios estão por vir. Um partido político é como um time de futebol. Cada eleição, cada feito, cada congresso é o mais importante de sua história, da mesma forma que cada final de campeonato é o último passo para a maior glória da história de determinado clube.

O PT deve melhorar, corrigir alguns rumos e posturas. Mas isso é assunto para outro dia. O mais importante neste dia de hoje é recordar que há 33 anos, ainda no final da ditadura, trabalhadores e intelectuais, desde os marxistas-leninistas convictos aos teólogos da libertação, apostaram na criação de um partido de esquerda plural que conduzisse o Brasil aos rumos de inclusão e justiça social.

Vida longa ao PT, para que a história testemunhe sua vitória frente aos desafios que ainda há de enfrentar.

Colégio Sion, São Paulo, 10 de fevereiro de 1980: era fundado o Partido dos Trabalhadores.

Colégio Sion, São Paulo, 10 de fevereiro de 1980: era fundado o Partido dos Trabalhadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: